NG Elétrica

Emendando cabos elétricos (parte 1/3)

cables-1080555_640Lâmpadas piscando, mal contato ao ligarmos um aparelho ou “cheiro de queimado”, podem ser resultado de emendas mal feitas. Se apenas esses fossem os resultados, até que “tudo bem”, mas as consequências podem ser piores, tais como: choque elétrico e, pior… um incêndio como causa do aquecimento excessivo da emenda.

Antes de falarmos sobre como emendar cabos, precisamos conhecer um pouco sobre os principais tipos de cabos. São eles:

Cabos rígidos: são os que possuem apenas um fio condutor, geralmente de cobre (mas pode ser alumínio) e de mesmo tamanho da seção do cabo.

Cabos flexíveis: esses são formados de vários fios condutores de cobre ou alumínio e o conjunto dos fios forma a seção do cabo.

Vale ressaltar aqui que uma emenda nunca substituirá um cabo fundido, uma vez nesse não haver espaço nos condutores.

Tipos de emenda

As emendas são basicamente 3:

  • Emenda de prolongamento;
  • Emenda de rabo de rato e;
  • Emenda de derivação.

Hoje falaremos sobre a emenda de prolongamento.

Esse tipo de emenda serve para conectar dois cabos, transformando-os em um ou para aumentar o comprimento de um cabo específico.

  • Para emendar cabos flexíveis com esse tipo de emenda, use um alicate desencapador ou um canivete e deixe a parte viva de ambos os cabos com o mesmo tamanho;
  • Enrole o fio de apenas um conjunto nos outros com o espaço de um dedo a partir da proteção do cabo;
  • Divida os cabos em três partes de filamento, cada um a partir da parte em que o fio foi enrolado;
  • Entrelace os cabos girando a parte viva em direções opostas;
  • Use um alicate universal para para apertar os cabos e diminuir os espaços entre os condutores e fazer o acabamento;
  • Isole a emenda apertando a fita para que fique com a mesma grossura do cabo.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *