NG Elétrica

Chuva e falta de energia (parte 1/2)

raiosPor diversas razões, claro que não para todas as pessoas, o verão pode ser considerado a melhor época do ano. Até por coincidir com as férias, quando podemos reunir a família na praia, sítio, chácara, etc., para aproveitar o calor no mar ou na piscina.

Mas nem tudo são flores. O verão também é a época das chuvas que acontecem em algumas regiões praticamente todos os dias. Geralmente nos deparamos com aquelas chuvas de final de tarde que vem com uma força gigante, alagando tudo e, em muitos casos, provocando destruição para muitas famílias.

Não bastasse tudo isso, a chuva ainda provoca a falta de energia elétrica e é sobre como isso acontece que falaremos nessa pequena série de dois artigos.

Os raios

Se você mora em São Paulo, provavelmente deve conhecer bem de perto o quanto é assustadora a quantidade de raios que são despejados pela natureza durante uma chuva na cidade. Se não mora São Paulo, certamente jé deve ter visto algum vídeo a respeito.

Pois bem, esses raios podem provocar a falta de energia por dois motivos: 1. Ter caído diretamente dobre um transformador e 2. Ter provocado o acionamento de um DSR (Dispositivo de Proteção contra Surto) que entra em ação para suspender a corrente elétrica.

O vento

No caso dos ventos, o que geralmente ocorre é a aproximação dos cabos elétricos da rede de distribuição que acabam formando arcos elétricos. Os ventos também podem fazer com que galhos de árvores caiam sobre os cabos, causando curto-circuitos ou rompimento dos mesmos. Uma situação mais extrema seria os ventos provocarem a queda de uma torre de transmissão, prejudicando assim a interrupção de fornecimento de energia de áreas enormes, quem sabe cidades ou estados inteiros.

Na parte 2 do artigo falaremos sobre quais providências tomar em caso da falta de luz.

Até lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *