Casas inteligentes: a próxima pode ser a sua


automação de coisas simples, como acender luzes ou encher a banheira de água enquanto está no trânsito, veio logo a ideia da casa de Os Jetsons – desenho animado de sucesso nos anos 60 e 80 – e também a previsão dos mais pessimistas de que “isso não vai pegar”. As barreiras são várias; principalmente no que diz respeito ao custo que essa automação doméstica teria e ainda o fato de que as pessoas não gostariam ou não se acostumariam com isso. Indo contra aos mais pessimistas entretanto, foram feitos vários investimentos nesse sentido e vemos hoje a promessa de lares mais inteligentes em feiras de construção, decoração e até empreendimentos que já são lançados com esse conceito. São portas que abrem com senhas eletrônicas e tablet que promete controlar absolutamente tudo dentro da casa, desde as luzes, o aquecimento e até eletrodomésticos. Estes por sinal mereceriam um capítulo à parte, já que existem alguns modelos de refrigeradores que só faltam conversar, pois sabem a validade de alimentos e possuem mais uma série de inovações impensadas para uma geladeira. A automação doméstica passou então do plano das ideias à uma realidade muito próxima e já é possível ver as vantagens de sua implantação. Se no setor industrial a automação é necessária para melhorar processos e produtividade, no âmbito doméstico ela ajuda especialmente na economia de energia, permitindo o desligamento remoto de aparelhos que não estão em uso, inclusive os que estão em stand by e que são um dos que mais gastam energia. Outra vantagem diz respeito à segurança, já que é possível através da automação identificar picos de energia e fazer o desligamento da rede. Se o investimento inicial é por enquanto um impasse, em contrapartida ele deve se pagar em pouco tempo graças à economia de energia, estima-se que só de desligar equipamentos sem uso ela seja de R$1000 ao ano em uma família de 4 pessoas. Mas uma coisa é fato: graças à automação, as casas inteligentes estão muito mais próximas do que se imagina. Fonte: Imagem

0 visualização