Chaves elétricas seccionadoras e comutadoras


Chaves Seccionadoras

São dispositivos cujo acionamento é por alavanca ou rotativo frontal e quem possuem a capacidade de estabelecer ou interromper um determinado circuito. Podem suportar correntes de curto-circuito por um determinado tempo, sem seccioná-las sem que os contatos acabem se colando. Por conta disso, todo o cuidado é necessário nessas situações porque, ao contrário de um disjuntor que garantiria a eficiência e segurança em caso de curto-circuito com nível maior do que o especificado, além de dano ao circuito, o operador também correria um certo risco de se acidentar.

Componentes

As chaves seccionadoras são formadas por jogos de contatos fixos e móveis, cuja função é estabelecer e interromper o circuito através da abertura e fechamento dos contatos. A operação de acionamento acontece por meio de uma manopla ou punho de acionamento e é ela que determina a eficiência da chave que tem relação direta com a velocidade de fechamento e abertura de contatos, a formação de maior o menor arco voltaico no caso de estar sob carga e, desse jeito, o tempo de resposta dado ao produto que esteja sendo utilizado.

Chaves Comutadoras

São também conhecidas como chaves elétricas rotativas, são capazes de transferir circuitos elétricos, ou seja, comutar. Normalmente acionadas de forma manual, suas principais funções são estabelecer ou interromper o fluxo de uma corrente de um circuito de baixa tensão, com o propósito de interromper a carga ou transferi-la para outro ponto do mesmo As chaves comutadoras são, na verdade, formadas por duas ou três chaves seccionadoras intertravadas mecanicamente.

Componentes

As chaves comutadoras são compostas por sistemas de acionamento rotativo que funcionam com base nos excêntricos que são discos de material isolante com recuos radiais que giram no próprio eixo e possibilitam a abertura e o fechamento dos contatos.

1 visualização