top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Chaves fim de curso: o que são e onde usar


Indo direto ao assunto, chaves fim de curso são dispositivos capazes de detectar a presença ou ausência, passagem, posicionamento e término do curso (movimento) de um objeto e, obviamente, por conta disso, recebem esse nome. Um exemplo bastante conhecido do uso desse tipo de dispositivo está na detecção e indicação de fim de movimento de um motor ou de uma estrutura ligada ao eixo do mesmo. Chaves fim de curso podem ser facilmente acionadas por forças físicas externas muito pequenas, além de serem dispositivos de baixo custo e de alta durabilidade, capazes de suportar um milhão de ciclos em média, e até dez milhões de ciclos os usados em aplicações mais robustas. O funcionamento de uma chave fim de curso acontece basicamente quanto um interruptor comutador é acionado através de uma força mínima. Quando a haste do sensor é acionada, os terminais entram em curto e um sinal elétrico é enviado para o motor (tomando como exemplo o portão elétrico), determinando que o mesmo deve parar ou ter a sua rotação invertida. Basicamente três são os componentes de uma chave fim de curso: caixa, contatos e atuadores.

Aplicação

Embora sejam muito utilizados em portões automáticos e e máquinas industriais, se destaca também sendo usado com tecnologias mais recentes que envolvem inteligência artificial e robótica. Nessa última (robótica), é é usado para a detecção de degraus e paredes e também como dispositivo de segurança impedindo que o sistema force o motor. As aplicações mais comuns das chaves são:

  1. Inversão de polaridade;

  2. Circuito de tempo;

  3. Mudança de estado ou função e;

  4. Acionamento biestável.

Na indústria, chaves fim de curso são facilmente encontradas em guindastes, esteiras, elevadores, máquinas, etc. Fonte: Sala da Elétrica

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page