• André Habib

Como conectar corretamente condutores elétricos


  1. O material dos condutores, incluindo sua isolação;

  2. A quantidade de fios e o formato dos condutores;

  3. A seção dos condutores;

  4. O número de condutores a serem conectados conjuntamente;

  5. As conexões devem ser acessíveis para verificação, ensaios e manutenção, exceto nos seguintes casos: emendas de cabos enterrados e emendas imersas em compostos ou seladas.

A também que se pensar nos dispositivos que têm a finalidade de interligar os condutores com equipamentos, com barramentos e condutores entre si, estamos falando dos conectores e terminais. É preciso pensar também nas emendas de condutores elétricos entre si, que são de 3 tipos:

  1. Prolongamento: tem por finalidade unir dois condutores para dar prolongamento aos mesmos, para restabelecer a continuidade elétrica do circuito. Recomendada a sua utilização em linhas abertas.

  2. Derivação: utiliza-se este tipo de circuito quando se deseja tomar a energia elétrica de uma rede para derivar a um dispositivo ou a outro circuito.

  3. Rabo de rato ou condutores torcidos: utilizada em instalações embutidas como caixas de derivação ou de passagem e tem por finalidade prolongar ou derivar os condutores para atender uma necessidade específica.

Portanto, percebe-se que dentro deste cenário é preciso expandir a área de atuação de energia por meio de uma emenda de condutores elétricos que garantem a transmissão a outros pontos, desde que se atenda a norma regulamentadora, a ANBR 54 10:2004.

0 visualização