top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Disjuntor elétrico: tudo o que você precisa saber


O disjuntor funciona como um dispositivo de segurança contra possíveis sobrecargas. Toda vez que a sua capacidade é ultrapassada, ele desliga automaticamente e, caso isso aconteça, você tem que verificar o problema que fez com que ele desligasse. Assim que resolver o problema, é só religá-lo, o que não acontece com o fusível, que precisa ser substituído. Em lojas, residências e escritórios os circuitos são divididos e precisam ser protegidos por disjuntores dentro da capacidade de cada um dos circuitos. Lembrando, é claro, que o disjuntor ou fusível fazem a proteção dos fios contra possíveis sobrecargas, mas não contra os equipamentos. Então, faça sempre uma avaliação dos fios de cada circuito antes de substituir o disjuntor. Da mesma forma como o diâmetro de um cano que é determinado em função de quantidade da água que vai passar por seu interior, a bitola do condutor elétrico vai depender da quantidade de elétrons que circula por ele, ou seja, corrente elétrica. E toda a vez que a corrente passa pelo condutor, ele vai se aquecer. Isso acontece porque entram em atrito os elétrons em seu interior. Mas existe um limite máximo de aquecimento que ele suporta pelo fio ou por meio do cabo acima do que ele começa a se deteriorar. Sendo assim, os materiais isolantes vão se derreter, o que expõe o condutor de cobre e pode provocar até choques e causar ainda incêndios. Você pode evitar que os condutores se aqueçam acima do normal e para isso deve instalar o disjuntor ou os fusíveis nos quadros de luz. Tais dispositivos funcionam como sendo uma espécie de “protetores” dos cabos e eles podem desligar sozinhos, caso precisem, ou seja, quando a temperatura nos condutores chegar a um limite perigoso. Você está usando o disjuntor da forma correta em sua empresa?

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page