Função principal (ou de prevenção) dos para-raios


Tipos de Para-raios

> de Franklin – composto por uma haste metálica onde ficam os captadores e um cabo de condução que vai até o solo e a energia da descarga elétrica é dissipada por meio do aterramento. > de Melsens – A edificação é envolvida por uma armadura metálica – conhecida como “gaiola de Faraday” – no telhado, é instalada uma malha de fios metálicos com hastes de cerca de 50cm, sendo receptoras das descargas elétricas. > Radioativos – seus captadores costumam ter o formato de discos sobrepostos em vez de hastes pontiagudas, o material utilizado é o radioisótopo Américo 241. Em 1989, a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), por meio da Resolução n. 4/89, suspendeu a fabricação e instalação deste tipo de captador, salientando que o desempenho dos para-raios radioativos não era superior ao dos convencionais na proteção das edificações, não se justificando, assim, o uso de fontes radioativas. E, pouco a pouco vem sendo substituídos por modelos que utilizam material convencional.

Normas

A ABNT-NBR-5419 da Associação Brasileira de Normas Técnicas é uma norma específica que estabelece os requisitos para a determinação de proteção contra descargas atmosféricas.

1 visualização