top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Iluminação e transmissão de dados sem fio


No começo da internet comercial, conseguir navegar (ou “surfar” que era o termo mais usado na época…) era uma verdadeira dor de cabeça. As conexões eram “discadas”, ou seja, um tipo de tecnologia que, além de muito lenta, não nos permitia usar o telefone enquanto estávamos conectados. Era o tal de: “…ou uma coisa, ou outra”. Os tempos mudaram, surgiu o modem (modulador e desmodulador) capaz de separar dados (internet) e voz e atualmente é comum, ao contratarmos um serviço de conexão à internet, os modems que também servem como roteadores sem fio e são capazes de transmitir um sinal de internet para vários dispositivos ao mesmo tempo e sem a necessidades de fios. No dia a dia as redes sem fio são mais comumente chamadas de redes Wi-Fi e são comuns em qualquer tipo de ambiente, uma vez que, numa época em que todos vivemos conectados através dos nossos smartphones, somos exigentes em mantemo-nos conectados. Como as tecnologias em geral avançam muito rapidamente,  quem acha que o Wi-Fi é o auge em temos de conexão à internet, está enganado. Dizemos isso porque gostaríamos de avisa-lo que está vindo aí o Li-Fi, um “apelido” para Light Fidelity. O Li-Fi diz respeito, nada mais nada menos a uma tecnologia que será capaz de estabelecer comunicações bidirecionais através de uma rede sem fio cujos dados serão transportados, acreditem…, via luz visível ao invés de rádio frequência. A Li-Fi acontece efetivamente através de luzes de LED que, embora precisem estar ligadas para que a transmissão de dados aconteça, é possível ajusta-las em um nível imperceptível ao olho humano. Como, segundo os pesquisadores e desenvolvedores, a luz visível utilizada uma tecnologia 5G, já foi possui a constatação de uma velocidade de dados 100 (cem) vezes maior que o Wi-Fi. Os detalhes sobre como funciona a tecnologia e seu desempenho foram publicados na revista Photonics Technology Letter. Para se ter uma ideia da velocidade desse tipo de rede na prática, os pesquisadores conseguiram transmitir dados num circuito bidirecional a uma velocidade de 224 Gbps, o que equivale a fazer um download simultâneo de 18 filmes de 1.GB cada em apenas 1 segundo. Em resumo, o futuro da transmissão de dados já está sendo desenvolvido e as lâmpadas de Led, que já nos proporcionam ótimos benefícios no que se refere a iluminação, serão convertidas em pontos de acesso sem fio que transformarão não somente a transmissão de dados, mas também a indústria da iluminação em geral.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page