top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Indústria pneumática investe em automação para crescer


O setor de pneus de carga está a todo vapor na produção nesse fim de ano para dar conta da demanda do mercado. Segundo a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), desde 2007 que o setor tem investido no país visando aumentar a capacidade produtiva e modernizar equipamentos e a linha de produção. Com isso, a produção de pneus para caminhões subiu 11,5% de janeiro a setembro desse ano, comparado com o mesmo período em 2012, chegando à 6,1 milhões de unidades. Os fatores que levaram à esse crescimento do setor se devem claro, aos investimentos feitos e ao avanço da safra agrícola em 2013 que, por sua vez, impulsionou a venda de caminhões e consequentemente a de pneumáticos. Segundo o presidente da Anip, Alberto Mayer, a alta só não foi maior por conta da falta de capacidade produtiva e aos preços que não conseguem competir com o mercado internacional:  “a indústria nacional de maneira geral tende arcar com altos custos de impostos, matéria-prima, mão de obra e com falta de infraestrutura. O pneu brasileiro é de qualidade internacionalmente reconhecida, mas muitas vezes os fabricantes do exterior levam vantagem por terem menor custo de produção. Com menor preço vendem mais, principalmente no mercado de reposição”. A solução para esse impasse acaba não sendo outra que continuar investindo no setor, especialmente no que diz respeito à modernização e automação da linha produtiva, conseguindo entregar mais produtos em menos tempo e consequentemente reduzindo o valor, deixando-o mais competitivo. Além disso, algumas marcas internacionais pretendem se instalar no Brasil, o que ajuda a diminuir o ritmo de importações e dá um fôlego extra para o desenvolvimento da indústria. Fonte: Imagem

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page