top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

O medidor de energia elétrica


Mesmo embora o clima esteja completamente “maluco” em todo o planeta, a verdade é que aqui no Brasil o verão está se aproximando e com ele aumenta a nossa preocupação em relação ao gasto de energia que afeta diretamente o nosso bolso. O principal motivo para o aumento do consumo de energia nesse período está no uso de ventiladores e, principalmente, de aparelhos de ar condicionado. Para que a quantidade de energia elétrica consumida seja determinada e uma conta seja emitida, as concessionárias precisam recorrer aos nossos velhos conhecidos medidores de energia elétrica, popularmente chamados de relógios de luz. O primeiro medidor de energia apareceu em 1889 em uma feira em Frankfurt. A medição elétrica de corrente alternada é feita em kWH (Quilowatt-hora) e os principais tipos de medidores são o eletromecânico e o eletrônico sobre os quais falaremos a seguir. Num próximo artigo, explicaremos detalhadamente como o kWH é calculado.

Medidor eletromecânico

Esse é o tipo mais antigo que funciona através da indução eletromagnética. Provavelmente você já deve ter observado um disco girando dentro do medidor de energia na sua ou em outra casa qualquer. Isso acontece porque quando a eletricidade passa pelas bobinas, um campo magnético é gerado fazendo o disco girar. Ao mesmo tempo, as engrenagens dos ponteiros do medidor são acionadas e o consumo é, desse jeito, medido.

Medidor eletrônico

Mais modernos, esses medidores funcionam eletronicamente e a medição é realizada digitalmente. Quando usados, eliminam a necessidade de envio de um funcionário exclusivamente para efetuar a leitura do consumo.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page