• André Habib

Disjuntores – Tipos e categorias (parte 1/2)


Disjuntor térmico

É composto por uma lâmina bimetálica que, ao sofrer uma sobrecarga de corrente, se deforma criando um contato mecânico que abre o circuito elétrico sequente ao disjuntor térmico, efetuando desse jeito a proteção dos equipamentos elétricos. Embora seja relativamente barato, por ser mecanicamente simples, não é recomendado para a proteção de curto circuitos, sendo mais usado como proteção do sistema elétrico contra sobreaquecimentos provocados por sobrecargas prolongadas.

Disjuntor Magnético

É baseado no princípio do eletromagnetismo. Quanto uma variação de corrente elétrica atravessa as espiras de uma bobina, ocorre então a geração de um campo magnético que acaba por atrair uma chapa metálica de contato que, por sua vez, se abre, provocando então a proteção do circuito elétrico sequente. Disjuntores magnéticos são usados para proteção do sistema elétrico contra curto-circuitos. Ao contrário dos térmicos, são disjuntores mais caros.

Disjuntor termomagnético

Conforme você talvez esteja imaginando, esse tipo de disjuntor é o resultado da combinação do disjuntor térmico com o magnético. Muito usados em instalações comerciais e residenciais, suas principais funções são:

  1. Manobra: Abertura e fechamento voluntário do circuito.

  2. Proteção contra sobrecarga: atua como disjuntor térmico.

  3. Proteção contra curto-circuito: atua como disjuntor magnético.

Disjuntores desse tipo são usados para proteção do sistema elétrico contra curto-circuitos e sobreaquecimentos gerados por sobrecarga. Fonte: Sala da Elétrica

0 visualização