top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Disjuntores – Tipos e categorias (parte 1/2)


Para que você entenda com mais facilidade o “papel” dos disjuntores em uma instalação elétrica, vamos lembrar aquele exemplo clássico que acaba acontecendo com muitos de nós quando estamos bem tranquilos, relaxando sob uma ducha quente depois de um dia cansativo de trabalho e, de repente…, a água fica gelada, a luz do banheiro apaga e, dependendo de como seja a instalação, equipamentos deixam de funcionar, etc. Quando vamos procurar a causa disso tudo, descobrimos que ao mesmo tempo em que estávamos no banho, uma outra pessoa ligou um equipamento (um secador de cabelo por exemplo) que acabou sobrecarregando a rede e, nessa hora, o disjuntor entrou em ação se auto desarmando e cortando a corrente antes que consequências piores viessem a ocorrer. Diferente dos fusíveis, que embora exerçam a mesma função (interromper o fluxo de energia em casos de sobrecarga de energia ou curto-circuitos), os disjuntores podem ser rearmados diversas vezes a fim de restabelecerem o fluxo de energia. Fusíveis depois de rompidos precisam ser substituídos, ou seja, são descartáveis. Vamos conhecer agora os tipos de disjuntores.

Disjuntor térmico

É composto por uma lâmina bimetálica que, ao sofrer uma sobrecarga de corrente, se deforma criando um contato mecânico que abre o circuito elétrico sequente ao disjuntor térmico, efetuando desse jeito a proteção dos equipamentos elétricos. Embora seja relativamente barato, por ser mecanicamente simples, não é recomendado para a proteção de curto circuitos, sendo mais usado como proteção do sistema elétrico contra sobreaquecimentos provocados por sobrecargas prolongadas.

Disjuntor Magnético

É baseado no princípio do eletromagnetismo. Quanto uma variação de corrente elétrica atravessa as espiras de uma bobina, ocorre então a geração de um campo magnético que acaba por atrair uma chapa metálica de contato que, por sua vez, se abre, provocando então a proteção do circuito elétrico sequente. Disjuntores magnéticos são usados para proteção do sistema elétrico contra curto-circuitos. Ao contrário dos térmicos, são disjuntores mais caros.

Disjuntor termomagnético

Conforme você talvez esteja imaginando, esse tipo de disjuntor é o resultado da combinação do disjuntor térmico com o magnético. Muito usados em instalações comerciais e residenciais, suas principais funções são:

  1. Manobra: Abertura e fechamento voluntário do circuito.

  2. Proteção contra sobrecarga: atua como disjuntor térmico.

  3. Proteção contra curto-circuito: atua como disjuntor magnético.

Disjuntores desse tipo são usados para proteção do sistema elétrico contra curto-circuitos e sobreaquecimentos gerados por sobrecarga. Fonte: Sala da Elétrica

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page