top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Melhorando o consumo de energia


Não é nenhuma novidade que o Brasil está passando por uma grave crise hídrica e que essa acaba por resultar em um sério problema na distribuição de energia. Identificada uma crise nas usinas hidrelétricas, usinas termoelétricas começam a ser usadas e o custo disso para nós, consumidores finais, não é nada barato. Seja em residências, comércio ou industrias, o que não falta é quem esteja procurando maneiras de economizar. As soluções vão desde o reuso de água, passando pela construção de galpões com pés-direito mais altos (que permite uma maior área para que o calor se dissipe, além de uma maior circulação de ar, dependendo do projeto), até o uso de telhas que, além de beneficiar a iluminação natural, são capazes de filtrar o calor e os raios ultra violeta. Justiça seja feita que as melhores soluções vem mesmo é da criatividade e força de vontade de cada um de nós, mas, se tivermos alguma dica inicial, melhor ainda. Pensando nessas dicas, resolvemos então compartilhar alguns medidas sugeridas pela ABESCO (Associação Brasileira das Empresa de Serviços de Conservação de Energia).

  1. Utilização de técnicas de reuso, captação de águas pluviais, pesquisa para autoprodução, instalação de terminais redutores;

  2. Substituição de dispositivos de iluminação por outros mais eficientes (lâmpadas eficientes, luminárias com melhor refletância, reatores eletrônicos, sensores de presença, temporizadores, entre outros);

  3. Utilização de sistemas de automação, possibilitando maior produtividade, uma otimização de processos, comunicação entre equipamentos, maior precisão nos dados e controles, aumento de qualidade;

  4. Utilização de iluminação natural e/ou da iluminação artificial somente dentro das necessidades padronizadas;

  5. Adequação de grandezas elétricas como harmônicos e fator de potência às características da operação em questão;

  6. Substituição de insumo energético como energia elétrica por energia solar em caso de aquecimento de água;

  7. Reaproveitamento de energia em dissipação em insumo, como por exemplo o uso de energia térmica extraída em processo de aquecimento de ar como insumo para pré-aquecimento de água, etc.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page