top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

Utilizando a energia de forma consciente


No período de julho/2001 – fevereiro/2002, o Brasil sofreu a crise do “apagão” (termo que designa interrupções ou falta de energia elétrica frequentes). A crise ocorreu por uma soma de fatores: as poucas chuvas e a falta de planejamento e ausência de investimentos em geração e transmissão de energia. Na época o assunto foi discutido por diversos setores. Agora, por conta da estiagem o assunto volta a ser abordado na 13a edição do Latin American Utility Week, realizado recentemente em São Paulo. Os participantes puderam discutir as últimas tendências em geração de energia, questões pertinentes à modernização da matriz energética e adoção de energias renováveis, a viabilidade econômica e comercial da energia solar, entre outros assuntos. No enfoque para o tema comercialização de energia, discutiram sobre o momento atual da América Latina no que diz respeito à comercialização de energia no cenário regulador, regras de comercialização, novas modalidades para o mercado livre e impactos econômicos. Com uma visão dos mais variados mercados dentre eles: a energia hidrelétrica que atualmente é a base da matriz energética latino-americana com participação fundamental na maior parte dos países do continente; as termoelétricas a 2ª principal modalidade de geração presente no continente e, fundamental para a segurança energética de qualquer matriz; a eólica embora pouco utilizada é considerada uma importante fonte de energia – não gera poluição e não agride o meio ambiente e a energia Solar, considerada uma alternativa muito promissora para a expansão da oferta de energia com menor impacto ambiental. As novas tecnologias atuam como grandes aliadas e permitem uma integração em todo o sistema, evitando-se assim, o desperdício. A Água e Gás (questões hídricas e gases) também foi um assunto tratado na edição do LAUW 2015, abordando temas pertinentes à manutenção destes recursos, redução de perdas e desperdícios e melhor utilização. Todos nós podemos ajudar a combater o desperdício economizando energia elétrica e ajudando a preservar o meio ambiente. Se utilizarmos lâmpadas eficientes em nossas casas e fizermos um esforço para mudar nossos hábitos, gastaremos apenas a energia necessária para que possamos ter uma vida confortável e segura. As tendências mais inovadoras e futuristas, já fazem parte do nosso dia a dia. As soluções inteligentes, estão presentes nas novas tecnologias com um foco dinâmico e moderno, para um melhor aproveitamento do uso consciente de energia.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page