top of page
  • Foto do escritorAndré Habib

As grandezas fotométricas


A palavra grandeza diz respeito ao que é mensurável (medido). No segmento da eletricidade encontramos grandezas como: corrente elétrica, tensão elétrica, potência elétrica, etc. Ainda dentro da eletricidade a um ramo especifico conhecido como luminotécnica que trata de assuntos relacionados a iluminação e, como não poderia deixar de ser, possui também as suas próprias grandezas e sobre as quais falaremos nesse artigo.

Fluxo luminoso

Diz respeito a quantidade de luz emitida por uma determinada fonte luminosa por segundo (unidade de tempo usada nessa situação). Sua unidade de mediada é o lúmen (lm).

Eficiência luminosa

A eficiência luminosa é o resultado da razão entre o fluxo luminoso e a potência elétrica absorvida. Quanto maior a eficiência luminosa, mais econômica será a lâmpada, ou seja, menos watts serão consumidos para a iluminação de uma determinada área. Nesse caso a unidade de medida é o Lúmen por Watt (lm/W).

Temperatura de cor

Em luminotécnica, tons de iluminação mais avermelhados são conhecidos como luzes “quentes” e os mais azulados como luzes “frias”. Por exemplo, entre o nascer e o pôr do sol todas a variações avermelhadas e azuladas de iluminação podem ocorrer e elas são conhecidas como temperatura de cor. Essas temperaturas são medidas em Kelvin (k). Quanto maior o número de K, mais fria será a cor da lâmpada.

Índice de reprodução de Cor (IRC)

Quanto mais próximo de 100 estiver o IRC, mais eficiente será a reprodução de cor da lâmpada. I IRC independe da temperatura da cor que, conforme vimos anteriormente, é medida em K. Essas grandezas geralmente são encontradas nas embalagens das lâmpadas e são fundamentais para projetistas de sistemas de iluminação, arquitetos e paisagistas possam estabelecer com mais precisão quais as melhores lâmpadas para os seus projetos.

510 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page